Jamelo Arquitetura | Rua Dr. Cesário Mota Júnior, 369, São Paulo | (11) 3571-1678
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

CASA GRANJA JULIETA

Local: São Paulo, SP, Brasil

Tipo: Residencial

Projeto: 2013

Conclusão da obra: 2016

Área do terreno: 400m²

Área construída: 290m²

Projeto de Arquitetura: Lorenz Meili, Giuliana Martini (autores), João Ribeiro da Fonseca (coordenação), Carolina Braz, Aline Ferrari (colaboradoras), Luiz Filipe Rampazio (estagiário)

Projeto Estrutural: Gepro Engenharia

Projeto Impermeabilização: Proassp

Projeto Elétrica e Hidráulica: RF Engenharia

Paisagismo: Mariana Barbosa

Fotos: Nelson Kon

Divulgação:

A casa está localizada em um bairro residencial tranquilo da zona sul da cidade de São Paulo, bem próxima a uma bela praça amplamente utilizada pelos moradores do entorno. Encaixada em um lote urbano, a residência é composta por apenas um volume que foi deslocado em direção à frente do terreno abrindo espaço para um amplo jardim na sua parte posterior. À parte da entrada de pedestres, junto à rua há somente o estacionamento para dois carros e, atrás de um muro verde lateral, a pequena área de serviço descoberta.

 

Os clientes desejavam ter os espaços de convívio abertos e integrados a esse jardim e poder desfrutá-los com privacidade. Por isso, o projeto deixou a lavanderia e o banheiro de funcionários na porção frontal do volume e interligados ao corredor lateral. Além do mais, como uma extensão da área de serviços foi construído um porão de armazenamento no subsolo.

 

Esse layout possibilitou que cozinha e salas se localizem de frente ao jardim dos fundos e estejam a ele conectados através da varanda e de portas de correr com amplas folhas de vidro. Junto à varanda existe um pergolado sobre o qual crescem trepadeiras, combinando os espaços internos e externos da casa. O andar superior abriga quatro suítes organizadas ao redor da sala íntima. Os ambientes voltados para o jardim ou para a rua têm grandes janelas de correr piso-teto, que se abrem para a área externa do terreno e, no caso da suíte principal, para um pequeno terraço.

 

O sistema construtivo é composto por estrutura de concreto moldada in loco, blocos de vedação e lajes de concreto usinado. A laje superior recebeu uma sobre cobertura de telhas termo acústicas que melhoram o desempenho energético da edificação.

 

A materialização da casa é frugal e despretensiosa. O projeto tematizou o contraste entre uma fachada pesada, quase bruta, e interiores simples e leves. Externamente há a rusticidade dos tijolos amarronzados que se opõe aos materiais usados internamente, tais como: pisos e revestimentos de porcelanato claros nas áreas molhadas, assoalho de madeira limpos nas áreas secas internas e paredes e forros brancos em quase todos os ambientes. Delineando os espaços há os caixilhos escuros que foram desenvolvidos sob medida com a fábrica. Seu diferencial é serem de PVC pintado, uma tecnologia inovadora.

 

Foi opção dos proprietários que os acabamentos fossem simples, mas de ótima qualidade. O resultado é uma construção que se apresenta muito elegante.